Mais uma oficina chegando!  Agora é a vez de apresentar as músicas indígenas que pesquisamos, eu e Berê, para o livro ‘A Floresta Canta: uma expedição sonora por terras indígenas do Brasil’, lançado recentemente pela Editora Peirópolis. O livro foi lançado na Livraria da Vila no dia 15 de março.  (http://www.editorapeiropolis.com.br/2014/04/24/a-floresta-canta-musicas/) capafloresta

A oficina tem como objetivo desenvolver práticas musicais com repertório indígena, abordando músicas dos povos Paiter-Suruí, Ikolen-Gavião, Krenak, Mbyá-Guarani entre outros. Por meio dessas práticas, a oficina pretende estimular a reflexão sobre a grande diversidade cultural do Brasil e desmitificar a ideia de que as músicas indígenas são todas iguais. Atividades como cantar em diferentes línguas indígenas, entrar em contato com conteúdos mitológicos, ouvir o som de determinados instrumentos, perceber a forma como a música se insere na vida cotidiana indígena fazem parte da prática musical a ser desenvolvida nessa oficina. Em paralelo à prática, desenvolveremos uma reflexão sobre o papel da oralidade nessas tradições, que se encontra ligada intrinsecamente à musicalidade, proporcionando assim, uma experiência das nossas mais remotas origens, além de também propor possíveis formas de utilização do repertório indígena em sala de aula.

Dia 25 de abril, sábado, das 9h às 13h.

Investimento- R$110,00 (só a oficina) ou R$135,00 (oficina+ livro)  

Teca Oficina de Música Rua Ministro Gastão Mesquita, 141Perdizes – Oeste – (011) 3083-2294

Inscrições com maucha@tecaoficinademusica.com.br

http://www.tecaoficinademusica.com.br/

Anúncios

Nota  —  Publicado: abril 17, 2015 em Brazilian Indigenous World, educação musical, livros, Musica, pesquisas
Tags:,

No mês de maio estarei em Florianópolis dando uma oficina de Músicas do Mundo no espaço da Yasmin Meera, grande bailarina e agitadora cultural da cidade. Inscrições abertas. Dias 22 e 23 de maio. Informações no flyer abaixo!

11148806_984852554860219_232056540014074009_o

Vamos apoiar essa causa tão importante e que se refere a todos nós. Com a PEC 215 o Brasil vai voltar atrás e ferir a Constituição.

Mobilização Nacional Indígena

Brasília, 13 de abril de 2015 – Na contramão da História, o Estado brasileiro tem se omitido e ignorado sua atribuição de garantir o efetivo respeito aos direitos indígenas originários e fundamentais garantidos na Constituição Federal de 1988 e por tratados internacionais. Ao invés disso, o governo tem permitido que o Congresso Nacional venha sistematicamente atacando os territórios e culturas dessas e outras populações tradicionais, como os quilombolas.

O ataque a esses direitos é uma afronta direta ao próprio sistema democrático do Brasil, uma vez que abre precedentes para que outros direitos conquistados pela sociedade nacional possam ser alterados através de manobras políticas que beneficiam pequenos grupos e seus interesses escusos. Para piorar, tais enfrentamentos vêm carregados de preconceito, discriminação e incitação à violência, intrincados em discursos de ódio que são disseminados no senso comum, numa guerra velada e cotidiana promovida principalmente por aqueles que deveriam zelar pelo país em…

Ver o post original 363 mais palavras

Estive esse final de semana no Rio Grande do Sul, mais precisamente em Porto Alegre, dando uma oficina sobre Músicas do Mundo. Organizada por André Oliveira, que vem desenvolvendo uma serie de oficinas para educadores musicais por lá, me deparei com gente interessada em conhecer a diversidade do repertório multicultural que desenvolvo há duas décadas com Mawaca.  Foram momentos muito legais onde pude perceber que esse é um assunto que definitivamente precisa entrar em pauta na Educação Musical. A educação musical ainda está muito calcada na música erudita ou (menos) na música popular brasileira (alguns poucos gêneros apenas, diga-se de passagem). As tais músicas do mundo, por vezes, se confundem com o  chamado ‘folclore’ que é apresentado de uma maneira bem estereotipada e sem nenhum charme.  Nao que não seja parte do folclore mas é uma música viva, que tem caminhos diversos, em geral, pouco pesquisados e explorados de forma criativa. O mundo é cheio de portas coloridas! Vamos abrir algumas delas?

Valeu, pessoal de POA!

Semana que vem, estarei em Caxias do Sul (ver cartaz abaixo). Segue o link para quem quiser se inscrever. https://www.facebook.com/events/1548377508751818/

oficina_CAXIASCAM01928

Olha só que legal!Saiu o Mawaca nesse blog que comenta sobre a canção curda Min Beriya,

Actualidad Kurda

Una pareja de kurdos se miran de forma romántica enfrente del fuego de Newroz, en las celebraciones del nuevo año kurdo, en Diyarbakir (sudeste de Turquía), el viernes 21 de marzo de 2014 / Foto: Gurcan OzturkUna pareja de kurdos se miran de forma romántica enfrente del fuego de Newroz, en las celebraciones del nuevo año kurdo, en Diyarbakir (sudeste de Turquía), el viernes 21 de marzo de 2014 / Foto: Gurcan Ozturk

“Min bêriya te kiriye” es una de las más famosas canciones de amor  entre los kurdos, fue interpretada por vez primera por el célebre cantante kurdo Şivan Perwer. Más tarde la brillante Aynur Dogan la incluyó en su disco Keça Kurdan (Chica Kurda) y últimamente esta canción fue interpretada por el grupo brasileño de música multiétnica  Mawaca, que la incorporó a su último disco “Inquilinos del Mundo”.

Min bêriya te kiriye / Te he echado de menos

Min bêriya te kiriye bawerke m’in bêriya te kiriye
Te he echado de menos, créeme que te he echado de menos
Min bêriya te kiriye bawerke m’in bêriya te kiriye
Te he echado de menos…

Ver o post original 339 mais palavras

oficina_POAoficina_CAXIAS

Fui convidada a dar duas oficinas no Rio Grande do Sul com prática das músicas do mundo. O público-alvo é o educador musical ou professor generalista que trabalha com as artes em sala de aula.  Estão todos convidados!

MÚSICAS DO MUNDO – OFICINA DE EDUCAÇÃO MUSICAL COM MAGDA PUCCI DO GRUPO MAWACA DE SP

EM CAXIAS DO SUL E PORTO ALEGRE

http://oficinamusicasdomundoemcaxiasdosul.blogspot.com.br/

Tendo como principal enfoque a diversidade da música do mundo, o curso pretende expor um panorama geral das mais relevantes expressões musicais dos diferentes povos do planeta. Serão propostas atividades práticas, de criação, de sensibilização e de reflexão sobre o papel da música como forma de conhecimento. O curso se propõe a desenvolver um repertório com temas musicais de várias partes do mundo buscando trabalhar a criação de arranjos junto aos professores de música e educadores em geral. O curso apresentará também atividades que incluem músicas de alguns povos indígenas brasileiros que fazem parte da pesquisa de Magda Pucci.

Eixos Temáticos: o corpo e a voz moldados pela cultura; funções das músicas em diferentes contextos (cantos de trabalho, brincadeiras, cantiga de ninar, rezas etc.); formas e estilos, ritos e mitos que se entrelaçam com canções;

EM PORTO ALEGRE – https://www.facebook.com/events/1403345356634232/

DATAS E HORÁRIOS
20 Março 2015 (sexta-feira) – das 18h30min às 22h30min
21 Março 2015 (sábado) – das 8h30min às 12h30min e das 14h às 18hs
22 Março 2015 (domingo) – das 8h30min às 12h30min

LOCAL: Colégio La Salle São João – Rua Honório Silveira Dias nº 645 – Bairro São João – Porto Alegre RS

EM CAXIAS DO SUL -https://www.facebook.com/events/1548377508751818/

DATAS E HORÁRIOS

27 Março 2015 (sexta-feira) – das 18h30min às 22h30min

28 Março 2015 (sábado) – das 8h30min às 12h30min e das 14h às 18hs

29 Março 2015 (domingo) – das 8h30min às 12h30min

LOCAL: Ponto de Cultura Casa das Etnias – Rua Luiz Antunes, s/n (ex-albergue municipal), Bairro Panazzolo – Caxias do Sul RS

INVESTIMENTO E FORMAS DE PAGTO

* A vista R$ 220,00 pagamento até 20 de Fevereiro 2015 – ou 2 parcelas – 1ª parcela de R$ 110,00 até 20 de Fevereiro e 2ª parcela de R$ 110,00 até 20 de Março.

* Após 20 de Fevereiro R$ 230,00 pagamento a vista em até 7 dias após confirmação da inscrição (enquanto houverem vagas)

INSCRIÇÕES: (35 vagas)

* Enviar nome completo, telefone celular, profissão, forma e prazo de pagamento para:andrecxs@uol.com.br;

  • Após enviar inscrição, você receberá os dados para depósito que deverá ser realizado até o prazo escolhido. Obrigatório o envio de comprovante de depósito

485092_161364184006289_776690681_nMagda Pucci é formada em Regência pela ECA-USP, tem mestrado em Antropologia pela PUC-SP, é arranjadora, compositora e cantora, além de pesquisadora da música de vários povos. Está fazendo doutorado Creative Arts pela Universidade de Leiden na Holanda. Dirige e produz o grupo MAWACA desde sua formação em 1993. Dirige e produz o grupo Mawaca que recria músicas dos quatro cantos do planeta tendo já realizado turnês na Espanha, China, Portugal, Alemanha e América Latina.