musica iraniana

Publicado: janeiro 15, 2007 em Musica, pesquisas

Dicas sobre a música iraniana

 Um amigo meu me pediu algumas dicas sobre música iraniana e ai está para todos que tem interesse. Mais uma vez, assim como no Afeganistão, há uma quantidade grande de músicos iranianos exilados em toda parte do mundo, como Amsterdã, Estados Unidos, França, e Alemanha. Imagino que deva ser impossível fazer música num pais em que o fundamentalismo a considera um ato abominável…  

A música clássica iraniana é a música persa, de tradição milenar que vem do período da Sassanid (ano 226 – 651) bem antes do Islamismo. É a musica de caráter não-sinfônico, que utiliza instrumentos como o tar, a flauta ney, o santur e o derbak embora muita gente acredite que esses instrumentos pertençam apenas aos estilos folclóricos.O que nós, ocidentais, chamamos de “musica clássica”, os iranianos dão o nome de música sinfônica e ópera (tazieh) que tem uma super similaridade com a ópera européia, mas é anterior a ela. No que se refere à música sinfônica, há uma produção pequena, com compositores vivem,  fora do Irã na sua maioria. Da música clássica (de origem persa) sugiro o Trio Chemirami cujo líder tocou na trilha do Mahabharata do Peter Brook. Eles utilizam a métrica da poesia persa para criar os padrões rítmicos no zarb , um instrumento que se parece com o derbak, mas que tem muito mais sutilezas (usam a técnica dos dedos com uma precisão incrível tirando uma sonoridade inacreditável). Eles vivem na França (os dois irmãos e o pai). Eu os conheci pessoalmente quando pude entrevistá-los no Rock in Rio (Tenda Raízes) como VJ da DirecTV. Na linha clássica persa, tem também o Kamkars Ensemble, Aref Ensemble, MAsters os Persian Music e o Dastan Ensemble. Na música sinfônica (erudita de caráter mais ocidentalizado), há alguns compositores importantes como o Hossein Dehlavi, Aminollah e HosseinAhmad Pejman que faz trilhas para filmes mas vive
em L.A. Nunca ouvi nada deles, infelizmente, mas seria interessante conseguir alguma gravação de alguma obra deles,
Em 2005, foi feita uma orquestração sobre fragmentos de mais de 3.000 anos da musica suméria e dos antigos gregos reconstituída por arqueólogos. Quem tocou a peça foi a Orquestra Perspolis regida pelo maestro Peyman Soltani. Taí um CD que eu gostaria de ouvir.Tenho a indicação de uma obra que parece interessantíssima: chama-se Symphonic Poems From Persia de Alexander Rahbari. Já procurei isso faz tempo e nunca achei. Se alguém souber, por favor, me avisa! Dizem os iranianos, que a ópera (Tazieh) é originada na Antiga Pérsia, muito antes dela surgir na Europa. O drama musical era baseado em temas épicos, mas também havia comédias. O estilo Tazieh influenciou muito o cinema iraniano e a produção sinfônica. O Kiarostami fez um documentário sobre a opera iraniana chamado “A Look to Tazieh”. Seria legal conseguir um CD ou LP com temas da ópera iraniana e assistir a esse vídeo, não? Será que veio para a Mostra?No Hip-Hop, o grande must agora é o Erfan (www.poeterfan.com), mas há outros também que desconheço. Todos eles vivem fora do Irã, assim como a moçada da musica eletrônica que vive em NY, Berlim, Amsterdã etc.

Da eletrônica, tem a dupla Deep Fish que faz bases para a Madonna, para Cher(sic!) e Everything but the Girl. Eles vivem em Washington e duvido que tenha CD deles em Teerã. A musica pop iraniana é bem brega, é bem no estilo pop-árabe que a gente conhece dos video-clips. Não tenho paciência pra ouvir isso, sinceramente, mas deve ser o que mais vende, com certeza.O que eu tenho mais vontade de conhecer é a música folclórica que tem uma diversidade enorme, por conta das subdivisões étnicas (turcos, mazandarani, azerbaijão, curdos, bahkitiari e baluchi e outros)Conheci pessoalmente o Sivan Perwer que tocou com Mawaca em 2004 e me encantei com a musica que ele faz. Além de ser um grande músico ele é um grande ativista político e vive lutando pela causa curda. Vi uma cena num vídeo onde ele cantava e tocava para mais de 15.000 soldados empunhando metralhadoras numa zona de guerra. Emocionante. Mawaca vai gravar uma musica dele no próximo CD que se chama Min Berya que eu juntei com o Grande Poder, tema do Mestre Verdelinho.Seria legal conseguir um CD da Sima Bina, filha do grande musico Ahmad Bima. Ela é cantora e pesquisa muitas canções de várias etnias. Ela conhece bem o estilo radif de cantar e tem também formação erudita. Sima dedicou-se a ser o “Mário de Andrade de saias” no Irã, atitude que lhe deve ter custado bastante caro, já que mulher lá não tem vez, né? Mas me parece que ela parece que está na ativa ainda, embora eu tenha ficado na dúvida se ela vive no Irã ainda, porque as mulheres ainda são proibidas de fazer música, segundo a leitura fundamentalista sobre o Islamismo. Para quem quiser conhecer mais, ai vai a dica do site dela => http://www.sima-bina.com.   Há um jornalista e músico que tem escrito muito sobre a música iraniana e sobre a situação no Irã, ele se chama Peyman Akbarzadeh. O cara é super jovem, mas já escreveu dois importantes livros sobre os mestres da música iraniana além de textos muito bons sobre a Guerra no Golfo. Ele está preparando mais dois volumes sobre os mestres persas que será lançado em breve.Há vários artigos dele no site da BBC de Londres e alguns na Wikipedia.

Anúncios
comentários
  1. Fábio Justo disse:

    Muito interessante esse seu texto! Curti muito os livros da Marjane Satrapi, e inspirado por eles comecei a pesquisar sobre o Irã e cai no seu blog. Vou procurar os artistas que você indicou e baixá-los. Valeu pelo texto e a informação nele contida. Parabéns!

  2. samar5a disse:

    eu pedi a letra da musica seus comentarios sao ridicolos nao me ajuda nada!!!!!!!!!!!!!!aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

  3. Mauricio Muli disse:

    MUITO AGRADECIDO POR APRESENTAR ESSE LINDO UNIVERSO.

  4. Aparecido Benedito Vieira de Godoy disse:

    tenho amizade com um professor iraniano (Siamaki, Estocolmo) que me falou e mostrou algumas músicas iranianas. Achei a sonoridade fantástica, daí procurar pelos seus comentários, obrigado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s